• Gustavo Sette

O sucessor é bom mesmo ou dizem que é por ser filho do dono?

Todo mundo te adora, ri das suas piadas, elogia as suas ideias, não reclama dos seus atrasos e nem das suas férias de 60 dias ao ano... Já passou por isso?


Assim é a carreira de muitos filhos de donos de empresas. E não pense que é fácil.


Conheço na pele pois trabalhei na empresa da minha família em dois momentos muito diferentes: na adolescência, quando eu acreditava em toda aquela paparicação, e 20 anos depois, tendo passado por outras empresas e experimentado muitas alegrias e frustrações como um reles mortal.


Em mais uma edição do Papo Reto, Adriana Netto e eu trazemos nossas experiências e visões sobre esse tema, abordando algumas questões:

  • Como o sucessor pode ter certeza de sua competência trabalhando na empresa de sua família?

  • O herdeiro percebe que faz parte de uma bolha?

  • Como ele deve lidar para se proteger desse efeito?

  • Que erros os pais cometem na criação dos filhos?

  • Em que outros aspectos os pais costumam estragar a formação dos filhos?


O link para o vídeo está abaixo. Espero que gostem, pois o papo é reto!




2 visualizações0 comentário