• Gustavo Sette

O atual CEO deve dar a última palavra na escolha de seu sucessor?

Na minha visão, NÃO.


E explico nesse breve vídeo, em que falo primeiro do conceito, independente do tipo de empresa, e depois falo especificamente das empresas familiares.


O CEO é fundamental no processo de sucessão mas NÃO CABE A ELE a última palavra, pois...

  • Quem escolhe CEO é dono, seja diretamente ou pela estrutura que o representa.

  • O CEO em geral não tem competência para liderar sozinho um processo sucessório.

  • A escolha do novo CEO deve ser pensando nas necessidades da empresa para o FUTURO, e o atual CEO não tem necessariamente esse olhar.

  • Olhando momento de vida e de carreira, é razoável imaginar que o CEO não dará o foco necessário a um processo tão complexo, demorado e importante.

  • Falando de vaidade, será que o atual CEO deseja encontrar um sucessor melhor do que ele?


Na empresa familiar, a questão é mais complexa. Comentei no vídeo.




4 visualizações0 comentário