• Gustavo Sette

Empresas familiares têm uma enorme vantagem não aproveitada

Dados do “Edelman Trust Barometer 2017”, pesquisa em 12 países, mostra que a credibilidade das empresas familiares é muito maior do que todas as outras empresas, em todo o mundo.


O estudo foi apresentado na FFI Conference, em Chicago. Os números do Brasil são semelhantes à média global – confiança em empresas familiares é de 75 e a de outras empresas é 61. A confiança em ONGs é 53, em mídia é 43 e governo, 41. Pessoas preferem trabalhar e comprar de empresas familiares e seus empregados são mais comprometidos e satisfeitos do que das outras empresas.


Toda essa vantagem, porém, não é aproveitada. Só metade das pessoas sabe identificar quais empresas são familiares. Apesar de a realidade mostrar o oposto, são vistas como inferiores em desempenho financeiro, inovação e filantropia.


Possíveis causas discutidas na conferência: uma certa vergonha em ser empresa familiar, desconhecimento dessas vantagens e o medo de uma “quase certa” crise no momento mais crítico para todas: a sucessão.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo