• Gustavo Sette

Empresas familiares crescem mais e dão mais lucro que as não familiares

Trabalho primoroso reconfirma: empresas familiares crescem mais e dão mais lucro que as não familiares

Lançado em 2006, o Credit Suisse Family 1000 Report compara um “fundo” hipotético, contendo mil empresas familiares de todo o mundo, com empresas não familiares semelhantes.


Há 12 anos, o grupo das empresas familiares cresce mais, suas ações valem mais e obtém margens maiores do que o grupo controle. O gráfico mostra a evolução desses grupos a partir do valor das empresas na largada (a base 100 é janeiro 2006).

Algo interessante: quanto menor a empresa familiar, MAIOR a sua vantagem sobre as não familiares. Outro ponto curioso é que as gerações mais antigas performam PIOR do que as gerações mais novas, o que dá mais uma pista para que os veteranos, um dia, cogitem a hipótese de passar o comando para os mais novos.

Pela extensão e riqueza do material, comentarei tópicos separados nos próximos dias, mas já adianto o PRINCIPAL fator diferenciador das empresas familiares. E é o mesmo fator que destaquei ano passado, quando comentei esse mesmo estudo.

A VISÃO DE LONGO PRAZO é o grande trunfo da empresa familiar, em oposição à doença chamada de “trimestrite”.

São muitos fatores diferenciadores e novidades, que trarei nas próximas publicações.

#CSFamily1000report #vantagensdasempresasfamiliares

2 visualizações0 comentário